Reaproximando Xiquexiquenses!

LUIZ VIANA! PRIMEIRO PROMOTOR DE JUSTIÇA DE XIQUE-XIQUE.

No ano de 1871 o Dr. LUIZ VIANA assumiu o cargo de Promotor de Justiça da Comarca de Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique. Bacharel em Direito formado em 1870 pela Faculdade de Direito do Recife, o Dr. Luiz Viana, exerceu a função de Promotor de Justiça até o ano de 1880, tendo como Promotor Substituto o bacharel em Direito Fernando Olímpio Machado, natural de Xique-Xique. Luiz Viana nasceu no dia 30 de novembro de 1846, em São José do Riacho, município de Casa Nova (BA), era filho do Sr. José Manuel Viana e de Dona Inês Ribeiro Viana. Logo que chegou em Xique-Xique adquiriu, por compra, a Fazenda Carnaúba, à qual vendeu ao Coronel Gustavo Teixeira da Rocha em 1881. O Dr. Luiz Viana tem o seu nome numa das praças mais antigas da cidade bem como no fórum da comarca local. Casou-se com D. Joana Gertrudes Viana natural da cidade da Barra (BA), da união tiveram apenas um filho, Luiz Viana Filho, nascido em Paris (França) no dia 28 de março de 1908. 

Em 1881 o promotor Dr. Luiz Viana é transferido para a cidade de Santa Cristina do Pinhal (RS), depois para Viamão também no Rio Grande do Sul onde permaneceu até o ano de 1886 quando retorna a Bahia para assumir cargo de Juiz de Direito da Comarca de Mata de São João, no recôncavo baiano, e daí transferido para a Comarca da cidade do Salvador (BA), onde chega a ser Desembargador e Presidente do Tribunal de Apelação, atual Tribunal de Justiça, daquele Estado. Com a implantação do regime republicano em 15 de novembro de 1889, o Dr. Luiz Viana ingressou na carreira política tendo sido eleito senador constituinte do Estado da Bahia, onde chega ao cargo de Presidente do Senado. Luiz Viana foi o único baiano a ter honra de ser presidente dos três poderes no Estado da Bahia: presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, presidente do Poder Legislativo da Bahia e governador do estado da Bahia. Deu-se em sua administração como Governador da Bahia (1896/1900) aquele que hoje é considerado o maior crime que o Estado já praticou em nossa História: a Guerra de Canudos. O Dr. Luiz Viana faleceu a bordo do navio Limburgia, no dia 06 de julho de 1920, quando viajava com a família para Paris, com escala em Lisboa. 

Adaptação: Adriano Brito.

Fonte: Livro“Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique"  de Cassimiro Machado Neto.

Nenhum comentário

Atenção! Não responsabilizamos pelos comentários aqui, o autor responderá por cada um deles.