Reaproximando Xiquexiquenses!

XIQUE-XIQUE: SEPULTADO "FLORZINHO", PRECURSOR DA COMUNICAÇÃO NO MUNICÍPIO.

Faleceu no último sábado (28) Florisvaldo Torres da Silva o popular "Florzinho" grande precursor da comunicação de Xique-Xique. Seu corpo foi enterrado neste domingo (29). Florzinho foi a referência dos primórdios na locução histórica da Voz da Liberdade em nossa cidade. Professor de Mário Véio a quem deu oportunidade para brilhar depois como grande locutor. Florzinho foi também vereador na gestão do prefeito Francisco Marçal entre 1959 à 1962, juntamente com outros vereadores que compunham a Câmara, como Zé Barbosa, Fanú Dourado Lopes, Salvador Teixeira de Queiróz dentre outros. Nos anos 50 O senhor Florzinho era o locutor municipal, comandava a "Voz da Liberdade", um sistema de comunicação interligado aos postes da cidade onde existia uma programação com música e prestação de serviço. No inicio dos anos 60 Florzinho convidou Mario Velho para ajudá-lo no controle da sonoplastia da Voz da Liberdade. Mario Velho era o sonoplasta e Florzinho era locutor titular e precisou fazer uma viagem à Remanso (BA), para tratar de assuntos particulares. Sabedor que "Mário Véio" era muito curioso deixou-lhe expressas ordens no sentido de, enquanto permanecesse ausente, o sonoplasta se limitasse ao seu ofício, ou seja, ficasse apenas passando discos. Nada de falar ao microfone. 

Após a promessa do auxiliar de que não chegaria perto dos microfones, Florzinho viajou tranqüilo. Mas, viajem para durar poucos dias, durou muito mais além do previsto. Mário que já tinha experimentado o gosto de falar ao microfone, quando algumas vezes anunciava filmes pelas ruas da cidade, começou a ser tentado a colocar sua voz no ar. Inicialmente rebateu essa má ideia, mas ela retornava com tanta força, com tanta exigência e tanta freqüência que certa feita não se conteve e, pegando o microfone, passou o dia comandando a programação do serviço de alto falante da cidade. No final do dia foi parabenizado por todos que o encontravam na rua. Isso o estimulou a continuar "desobedecendo" Florzinho e, quando este chegou de Remanso já encontrou Mário totalmente senhor da situação. Por algum motivo de ordem particular Florzinho passou o ofício de locutor para sua mulher que junto com Mário passaram a dividir a operação dos serviços de alto falante. Mário continuou trabalhando como locutor da Prefeitura e após 35 anos de serviços aposentou-se. 

Colaboração: Joel Meira Júnior,

FONTE: XIQUESAMPA.

2 comentários:

  1. O sr. Florzinho é um inesquecível CIDADÃO Xiquexiquense, às vezes eu gastava alguns minutos proseando com ele.

    ResponderExcluir
  2. Bela e linda história desses homens.

    ResponderExcluir

Atenção! Não responsabilizamos pelos comentários aqui, o autor responderá por cada um deles.