Reaproximando Xiquexiquenses!

Reaproximando Xiquexiquenses!

GENTIO DO OURO: MORRE EX-VEREADOR E POETA JURACY FRANCA.

Juracy Alves da Franca era pai de Cicero Franca, ex-vereador de Gentio do Ouro. O sepultamento aconteceu na tarde deste sábado, na vila de Santo Inácio, em Gentio do Ouro. Morreu no início da manhã desse sábado (28), em Xique-Xique, Juracy Alves da Franca, aos 81 anos. Ele sofria de insuficiência renal e submetia-se periodicamente a sessões de hemodiálise. Diante de seu quadro de saúde, chegou a ficar internado no Hospital Julieta Viana, em Xique-Xique. Juracy Franca era poeta, publicou um livro em 2007 - foi eleito vereador em Gentio do Ouro por dois mandatos (1966 - 1976).

PESAR:

O prefeito de Gentio do Ouro, Robério Gomes Cunha emitiu um comunicado de pesar pelo falecimento do ex-parlamentar.

BIOGRAFIA:

Juracy Alves da Franca, filho de Benvino Martins Franca e Izolina Alves da Franca, nascido em 10 de abril de 1938, em Barriguda, povoado de Gentio do Ouro, ficou 'transtornado' aos oito anos de idade, morando com sua mãe e cinco irmãos devido o falecimento do seu prezado pai e saudoso amigo.

Isso o obrigou para que fosse morar com o tio Antônio Franca Sobrinho, em Santo Inácio, por falta de condições da sua mãe que ficara com seis filhos para criar. Ao completar doze anos de idade, foi convidado a morar com outro tio, Antônio Alves da Franca, pecuarista forte e bem conceituado para a época, que registrava cem bezerros por ano em suas duas fazendas: uma em Boqueirão e outra em Alto Novo, região de Santo Inácio, distrito de Gentio do Ouro.

Ficou batalhando com ele na pecuária e na lavoura até o ano de 1959, quando resolveu viajar para São Paulo em procura de aventuras competitivas e inteligentes, onde, graças a Deus, foi muito feliz. Passado alguns anos, retornou a Santo Inácio e engrenou-se no comércio e na política. Foi eleito vereador por duas vezes, nas gestões 1967 a 1971 e 1977 a 1981, com a ajuda dos amigos e juntamente com o saudoso e prezado amigo prefeito Edmundo Pereira Bastos. Essa é a história parcial de Juracy Franca Alves da Franca.

CONFIRA ALGUMAS DE SUAS PRODUÇÕES LITERÁRIAS:

NOSSO SANTO INÁCIO

"Sou descendente da família Franca
Com inteligência, amor e dignidade,
Escrevo as beldades sem carranca
De Santo Inácio com naturalidade.
Enquanto não fragmentar a beleza
Disputaremos a vida naturalmente,
Com expressão de poder da natureza
Embelezadora de estrutura decente.

Visitar aquela Vila de Santo Inácio
Precisar-se-á de paz no comando,
Para se admirar com bom prefácio
As beldades que estão desafiando.

És um pedacinho de beleza natural
Abrilhantando com rica propriedade,
Demonstrando raro poder escultural
Aquilatado sem nenhuma falsidade.
Existem inúmeras beldades naturais
Em Santo Inácio com boa perfeição,
Embevecendo os visitantes e demais
Naquele vilarejo, cantinho do sertão.
Com várias catadupas aconchegantes
E grande beleza natural de categoria!
Onde embevecem os nossos visitantes
De demais estados, inclusive da Bahia".

Juracy Franca (julho de 2008) 

SONETO DA CORRUPÇÃO

"Às vezes nos deixa sem ação
Estas Eleições antiquadas,
Onde existem viés de corrupção
Prejudicando de forma ousada.

O momento é muito complexo
E exemplo como este é crucial,
Estamos notando forte reflexo
De corrupção ativa sem moral.

Acorde e vote sem abstinência!
Dê o seu voto com inteligência,
Pra vigorar a nossa democracia.

Escolha candidato corretamente,
Com muita seriedade inteligente,
Para não reintegrar a hipocrisia".

Juracy Franca (outubro de 2008).

FONTE: PORTAL MEIO MINUTO.

Nenhum comentário

Atenção! Não responsabilizamos pelos comentários aqui, o autor responderá por cada um deles.