Reaproximando Xiquexiquenses!

SIDNY! O CRAQUE PROFISSIONAL XIQUEXIQUENSE QUE JOGOU NA EUROPA.

Sidny Feitosa dos Santos nasceu em Xique-Xique no dia 21 de Julho de 1981 no povoado de "Ilha do Meio", o lateral direito, Sidny se destacou no brasileirão de 2007 no Náutico por seu estilo ousado de atacar e pelos gols que marcou pelo Timbu. O jogador se profissionalizou já tarde para o futebol, acostumado a bater bola pelas ruas de Xique-Xique, Sidny treinava em uma escolinha local quando foi chamado para jogar no Bahia num time que tinha no elenco Daniel Alves (Ex-Seleção Brasileira, Barcelona, Juventus e atual Paris Saint-Germain). Desiludido por não se profissionalizar, retornou à Pernambuco. Com 19 anos, foi a São Paulo e fez testes na Portuguesa levado por Neto de Pacheco. Recusado e sem dinheiro para voltar e sem maiores perspectivas foi trabalhar de pedreiro em uma construtora paulistana. Por dois anos, Sidny ficou na capital paulista ganhando naquela época R$ 30,00 por dia de trabalho. Então, aos 21 anos, retornou à Pernambuco, onde fez diversos 'bicos'.

Mas o futebol voltou à vida deste Xiquexiquense. Em 2004, Sidny foi chamado para jogar no Vitória-PE. Disputou o pernambucano e, por uma proposta um pouco melhor, foi disputar a terceira divisão pelo Petrolina, também do Pernambuco. Mas lesões e a eliminação precoce da equipe fizeram com que Sidny pouco atuasse. Apesar disto, foi aceito no Salgueiro-PE, para jogar o pernambucano de 2005. Sidny acabou se firmando como lateral (antes jogava como meia e até segundo-atacante), sua posição favorita. E após o campeonato, o Náutico bateu às portas de Sidny. O futebol de Sidny foi crescendo à cada partida, junto com a campanha do Timbu na série B. Em 2007, Sidny tinha a expectativa de seguir titular, mas a chegada de Baiano fez com ele ficasse no banco em parte da temporada. No entanto, quando entrava, Sidny era arrasador. Com seus dribles desconcertantes confundiu defesas como as de Inter e Flamengo. Além das boas investidas e do já citado estilo 'peladeiro', Sidny tinha um satisfatório rendimento defensivo. 

E não é que este baiano, ao final do ano, já com 26 anos, profissionalizado há apenas dois anos, foi contratado pelo Livorno, da Itália em dezembro de 2007. Ele saiu do clube por 900 Mil Reais, sendo metade do Náutico e a outra metade do do Salgueiro. Ao chegar na Itália, além das dificuldades do clima, Sidny não se acostumou ao estilo de jogo aplicado no Armando Picchi, estádio do Livorno. No Livorno teve companheiros como o goleador Cristiano Lucarelli, o goleiro Marco Amélia (Campeões do mundo com a seleção Italiana). Também teve a companhia do brasileiro Paulinho (Atacante que jogou no Juventude). O esquema de três atacantes não permitia o avanço dos laterais, e a virilidade, até mesmo em treinos, atrapalharam Sidny que só atuou em três partidas. No dia 18 de julho de 2008 o Livorno recebeu uma proposta do Sport Recife, depois retornou ao Náutico onde teve uma rápida passagem, atuou também no Brasiliense, Paysandu, Comercial, ASA-AL e por último do Salgueiro-PE. Aos 37 anos reside em Xique-Xique e compete em campeonatos amador pelo município e cidades vizinhas.

FONTE: XIQUESAMPA.

Nenhum comentário

Atenção! Não responsabilizamos pelos comentários aqui, o autor responderá por cada um deles.